Sites Grátis no Comunidades.net
ENQUETE
QUAL TECNOLOGIA É MAIS IMPORTANTE NA ESCOLA?
PROINFO
PARANA DIGITAL
TV 'LARANJA' SALA DE AULA
TABLET AOS PROFESSORES
TV PAULO FREIRE
DATA SHOW
LOUSA DIGITAL
DVDs
Ver Resultados






Partilhe este Site...

Veja
Não diga que a canção está perdida
Tenha fé em Deus, tenha fé na vida
Tente outra vez

Beba
Pois a água viva ainda está na fonte
Você tem dois pés para cruzar a ponte
Nada acabou, não não não não

Tente
Levante sua mão sedenta e recomece a andar
Não pense que a cabeça agüenta se você parar,
não não não não
Há uma voz que canta,
uma voz que dança,
uma voz que gira
Bailando no ar

Queira
Basta ser sincero e desejar profundo
Você será capaz de sacudir o mundo, vai
Tente outra vez

Tente
E não diga que a vitória está perdida
Se é de batalhas que se vive a vida
Tente outra vez


Link: http://www.vagalume.com.br/raul-seixas/tente-outra-vez.html#ixzz2k0W3PSyd

A revolta
A revolta

A revolta



Numa cidade do interior tem um capão de mato que abriga muitos animais de diferentes espécies.

O que impressiona não é o fato de ser uma reserva natural, tão difícil de encontrar hoje em dia, mas a quantidade de bichos que lá existe.

Em volta da pequena mata toda a terra é cultivada donde se planta milho, feijão e mandioca.

Bem que o fazendeiro tentou derrubar a mata mas foi impedido.

Volta e meia aparecem raizes de mandioca arrancadas, roídas, despedaçadas. O milharal mal começa a produzir as espigas e os bichos tomam conta da roça. Até o feijão é atacado quando está verde. O fazendeiro se rendeu. Quando faz plantações reserva parte para os animais.

Porém, mais interessante é entender como tantos bichos conseguem viver nesta pequena mata.

Todos os dias travam-se lutas ferrenhas na mata. Quem vence a luta domina o espaço e os outros. É a lei do mais forte.

Naquela mata o bicho que urra mais alto ou aquele que bate as asas com mais força faz o outro calar. De medo. Para o dominador o medo do outro é um sinal de dominação total.

Seguindo a cultura, os bichos mais fracos também travam muitas lutas diárias. Mas não é para definir quem será o dominador, é para sobreviver. Quem perde a luta é obrigado a produzir alimentos para todos os outros ou então será devorado. Esse é o sistema de dominação. Os vencedores impõem seus vícios.

Mas os dominadores da mata estão preocupados. Um fracote pombo espalhou uma mensagem. Uma tal de reforma da política da sobrevivência.

Como os pombos e todos os fracos procriam muito rápido e são muito parecidos, é impossível aos dominadores matar a todos.

Pelo jeito, em breve teremos novidades na mata. Suspeita-se de uma união dos famintos contra os exploradores.

Vamos aguardar novas notícias.